16.4.06

Agradeça ao salvador

Aproveitando a data de hoje, em que milhões lembram de alguém que teria salvado os homens (segundo registros tão milenares quanto duvidosos), por que não lembrar de alguém que realmente salvou o mundo?

Onde você estava no dia 26 de setembro de 1983? Não se lembra? Nem eu. Mas o coronel Stanislav Petrov, do então exército soviético, estava em seu posto em um bunker perto de Moscou. Seu trabalho era tomar conta do sistema de satélites que avisariam de um ataque nuclear americano. Logo depois da meia-noite, os computadores indicaram o lançamento de um míssil americano. Petrov deduziu que era um erro do sistema, porque um ataque real não seria feito com apenas um míssil. Logo depois, quatro outros mísseis apareceram no sistema. Ainda assim, Petrov tinha dúvidas e tomou a decisão de não informar ao escalão superior.

Resumindo a história, Petrov estava certo. Era um alarme falso. Ao não transmitir o alarme, Petrov evitou uma resposta soviética, em um momento de grande tensão entre as duas superpotências da época. Apenas três semanas antes, os soviéticos tinham abatido um jato comercial da Korean Airlines por engano...

Mas ainda que estivesse certo, Petrov estava errado... para a burocracia militar. Sua função era transmitir o alerta para o escalão superior, coisa que não fez. Petrov não chegou a ser mandado para um campo de concentração, mas foi considerado um oficial não confiável, repreendido por supostos erros burocráticos e encostado em uma função sem destaque até se aposentar. Até hoje vive humildemente em uma pequena cidade russa, praticamente esquecido.

Só agora Petrov está sendo reconhecido... nos EUA. Está previsto para o final desse ano o lançamento de um documentário sobre sua história, chamado The Man Who Saved the World. Promete ser bem mais interessante que a programação habitual da TV dos domingos de páscoa.

Mais detalhes na Wikipedia

5 Comments:

Blogger HelioPereiriano said...

Um detalhe: segundo Suvorov, a doutrina soviética considerava a teoria do "inverno nuclear" um mito burguês, e que uma guerra nuclear é ganha por aquele que ataca primeiro.

2:17 PM  
Anonymous théo said...

Mais interessante do que a programação habitual da Tv nos domingos de páscoa? Acredito que isso não seja tão difícil, né?

Aposto que Petrov foi enviado por Deus também. E que a falha no sistema foi coisa do Diabo, claro.

Mas isso é outra história.

9:25 PM  
Anonymous Anônimo said...

Fico impressionado com esta história sempre que a ouço. Como pode a vida de milhões de pessoas estar condicionada a um aviso por rádio ou a um aperto de botão? Ainda bem que nesta época eu era criança e estava correndo na rua, brincando...

1:04 AM  
Anonymous Alexandre said...

Sujeito de sorte. Porém, sendo Stanislav Petrov um militar e especialista, acredito que ele deveria informar aos seus superiores acerca da ameaça, não deixando de relatar as possíveis falhas no sistema. Então, caberia aos diversos comandantes a decisão.
Sua punição foi justa, devido à sua sorte com os mísseis. Em caso de ataque real, se sobrevivesse ao ataque, talvez fosse condenado a penas mais severas.

10:01 PM  
Blogger Isabella said...

Hoje li sobre Petrov no Jornal O Diário do Norte do Paraná. Fiquei impressionada com o que esse homem fez e também, com a falta de reconhecimento pelo seu ato de perspicácia e inteligência. Muito bem Sr.º Petrov, ainda que não tenha recebido honras terrenas, sabemos que foi instrumento de Deus parfa promover a PAZ. Um verdadeiro pacificador!

12:24 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home

free webpage hit counter