19.10.05

O fim do mundo começou. Pelas revistas de ciência

Superinteressante atingiu o fundo do poço. Chegou àquele ponto em que para ficar pior ela terá que sacar uma picareta e cavar para expandir os limites de quão ruim uma revista de ciência (quem diz é ela mesma) pode ser.

Porque não é qualquer revista que, à maneira de um profeta medieval, sai gritando por aí em manchetes enormes que o fim do mundo começou e que há uma conspiração para esconder isso do público. Mas é preciso dar o braço a torcer e admitir que eles foram espertos na escolha das palavras. Em vez de colocar "O Fim do Mundo está Próximo" usaram "O Fim do Mundo Começou". E ninguém poderia dizer que estão errados, afinal é mais ou menos como "O primeiro dia do resto das nossas vidas", quer dizer, todo dia é o primeiro dia do resto das nossas vidas assim como todo o dia é o começo do fim do mundo...

Mas isso é só o início...

No índice, chamado de Cardápio nesta edição, lê-se sobre o título da matéria "Elementos do Mal":
"Até mesmo a tabela periódica tem o seu lado negro. Diretamente das profundezas da química, veja como agem os venenos mais mortais que a natureza já produziu".
O que pode querer dizer isso? O que a pobre tabela periódica pode ter a ver com o fato de que alguns elementos que ela representa fazem mal ao homem? Chamar a tabela periódica (até ela!) de uma espécie de Dart Vader da química não é mesmo que dizer que o Mapa Mundi tem o seu lado negro, só porque abriga países que apoiam o terrorismo? E que bobagem é essa de "diretamente das profundezas da química..."?! como se enumerar cinco elementos químicos, suas aplicações e perigos para a saúde fosse de alguma profundeza espetacular...

Na capa, sob a espalhafatosa mini manchete "Os Doidões que Salvaram Hollywood" está a pequena chamada para o artigo:
"Como o sexo e as drogas tiraram a indústria do cinema dos EUA do buraco."
Aí eu penso: ora, será que eles vão ser capazes de sustentar esta manchete? Será que vão conseguir escrever uma matéria sobre este tema sem subverter a chamada original? Eu conheço a história; sei que lá pelos anos 70 o cinemão americano só exibia bobagens melosas até que um grupo de diretores, que levava um pouco mais a sério o bordão "sexo, drogas e rock and roll" resolveu chacoalhar as coisas. Por isso sei que leitor desta matéria está fadado a ser enganado, pois ninguém em sã consciência poderá sustentar que aqueles sensacionais diretores que criaram as obras primas dos anos 70 e 80 fossem especialmente criativos e geniais porque se drogassem e participassem de orgias. Acho que seria mais correto dizer que eles romperam com os velhos paradigmas de Hollywood aplicando às velhas fórmulas do cinema a mesma rebeldia e energia intensa mas inconsequente que aplicavam às suas próprias vidas.

Até aqui nota-se um padrão. Na ânsia histriônica de querer parecer super-hiper-mega-blaster interessante a revista imbeciliza suas manchetes até o ponto de fazê-las ficar não só abobalhadas mas incorretas. E isso para citar só as manchetes...

Agora veja a pequena matéria na seção "Super Respostas" sobre a vida do Conde de Saint-Germain, personagem da história que muita gente dizia ser imortal. Depois de discutir as evidências da imortalidade do conde, a revista conclui assim:
"Talvez o enigma seja insolúvel. Saint Germain, em algum lugar, deve estar sorrindo frente ao nosso espanto".
Além de ser um tanto irônico que uma matéria de uma seção intitulada "Super Respostas" não dê resposta nenhuma, é bastante estranho que uma revista de ciência saia por aí dizendo, mesmo em tom de brincadeira (se houve alguma ironia eu não percebi), que pode haver pessoas imortais. Ora, tudo bem... estamos na mesma revista que diz que o mundo vai acabar... quem sabe o fim do mundo não dá cabo do tal conde?

Na matéria da capa, lá pelas tantas, quando fala sobre os modelos computacionais para estudar o clima, o autor diz:
"por mais memória que um computador tenha, ele ainda fica longe da complexidade da atmosfera terrestre"
De doer não? Será que o culpado por esta bobagem escreveu o artigo em uma máquina de escrever? Porque um computador não fica mais complexo colocando mais memória nele. Nem mais rápido também, se foi isso o que o autor quis dizer. E mesmo que ficasse, o problema de prever o tempo e estudar o clima não é somente uma questão de computadores capazes de processar mais variáveis em menos tempo. O problema com o clima é que ele é um sistema caótico que simplesmente não pode ser previsto a longo prazo. (Sobre isso aconselho a leitura do agradável artigo do Alexandre Taschetto no Pipoca com Ciência, nosso abandonado site irmão.)

Um pouco antes deste ponto o autor escreveu:
"Mas, afinal, de onde vem o aquecimento global? Acertou quem respondeu 'efeito estufa'"
Um pouquinho depois diz:
"Vários efeitos, alguns bem difíceis de medir influem no clima. Pode ser por exemplo que o planeta sofra uma grande influência das mudanças na atividade solar. O resultado disso é que apesar dos cientistas saberem que o planeta está esquentando, ninguém pode determinar ao certo qual a percentagem deste aquecimento é culpa nossa."
E logo mais:
"Realmente há muitas dúvidas cercando o assunto - só que a existência do aquecimento global e a nossa responsabilidade nele não estão entre elas."
E aí? Nós temos ou não culpa pelo aquecimento global? Ele é ou não é causado pelo efeito estufa? Para saber isso é melhor ler outra revista.

E pensar que essa é a revista que está trazendo a reedição de Cosmos, referência para toda uma geração que veio a se interessar pela ciência. Carl Sagan não poderia ter sido mais mal apadrinhado...

29 Comments:

Anonymous Anônimo said...

Olá

Sugestão: Envie este texto para publicação no Observatório da Imprensa (internet). A super desinteressante merece :)

10:15 AM  
Anonymous Fernando said...

É, Widson. A Super Ignorante decepciona mesmo. A Galileu também decepcionou com a última publicação deles. É um desserviço científico.

Essa história de abordar o final do mundo é coisa de religião, e nisso a Super adora trabalhar.

[]'s

12:33 PM  
Anonymous Ihky said...

Hahaha, magnífico.


Parabéns pelo blog.

9:04 PM  
Anonymous Diogo Figueiredo said...

Lembro-me que gostava muito da Super Interessante na minha adolescência. Eis que um dia comecei a desenvolver senso crítico e adquirir conhecimento, passando a analisar com mais cuidado o que lia naquela revista. Não demorou e passei a encontrar tantos absurdos que minha diversão tornou-se marcar nas páginas onde havia incoerências. Depois desisti, pois não dava conta de tantas.

10:16 PM  
Blogger Vanderson Rangel said...

É Diogo, deve ter muito adolescente que lê a revista e acha o máximo. É assustador porque as mais de 400 mil cópias mensais da revista provavelmente não vão parar na mão de céticos de plantão.

8:40 AM  
Anonymous Anônimo said...

Eu abri este sistema de comentários justamente pra sugerir que o texto fosse eviado para o Observatório da Imprensa. A Super merece ser avacalhada, eles imploram.

7:22 AM  
Blogger widson porto reis said...

Talvez eu escreva para o OI neste fim de semana. Valeu a sugestão!

8:40 AM  
Anonymous Anônimo said...

Cite o nome de UM, apenas um, profeta medieval.

Vocês são sabidos pra xuxu...

•Evangélico

5:11 PM  
Anonymous Anônimo said...

O ´Evangélico´ não entendeu nada.

6:49 PM  
Blogger widson porto reis said...

"Cite o nome de UM, apenas um, profeta medieval."

O Profeta Muhammad. Você não faz a mínima idéia de quem é né? Foi o cara que inventou a religião islâmica. Aliás, ele é considerado como a pessoa mais influente da história, na frente de Newton (em segundo) e Jesus (em terceiro).

8:54 PM  
Anonymous Anônimo said...

Idade Média se refere à civilização ocidental, bobalhão.

Querer incluir outras civilizações nesta classificação mostra bem o esperto que você é. Cronologicamente Maomé (nascido em cerca de 570 aD) é contemporâneo da Idade Média, mas é tão medieval quanto os Maias.

É isso aí, "cientistas"...

• Evangélico

11:10 AM  
Blogger Vanderson Rangel said...

Humpf!

2:14 PM  
Blogger widson porto reis said...

"Idade Média se refere à civilização ocidental, bobalhão."

hehehehe... você não pode ser de verdade... :-))

3:22 PM  
Anonymous Anônimo said...

Vá a uma faculdade de história e afirme com toda a sua prepotência: "Maomé foi um profeta medieval". Leve a sua besteira às últimas conseqüências. Quem sabe levando uma vaia você aprende história.

De qualquer forma, você disse "à maneira de um profeta medieval". Como se eles abundassem na Idade Média. Quer dizer, uma péssima construção verbal. Você não apenas desconhece história. Você não sabe escrever. E é pretensioso. Se mete a fazer imagens engraçadinhas sem ter a capacidade.

É bom pra me fazer rir.

• Evangélico

7:29 PM  
Blogger widson porto reis said...

"Vá a uma faculdade de história e afirme com toda a sua prepotência: (...) Quem sabe levando uma vaia você aprende história. "

Como você sabe o que acontece dentro de uma faculdade? Você demonstra claramente que nunca passou perto de uma...

7:37 PM  
Anonymous Anônimo said...

E você que passou e escreve essas coisas e desse jeito?

Não acha pior?

• Evangélico

7:59 PM  
Anonymous Mundo Utopico said...

affe.. como tem gente ignorante nesse mundo...
cada um tem seu jeito de pensar meu, pq vc le coisas cientificas se o seu mundinho eh regido pela Igreja?
E outra, se não concorda, não ataque, xingar é pra quem apela

11:45 PM  
Blogger Ezequiel said...

Widson,
Sou novo no blog e não quero ser muito puritano, mas quando você diz "... ele é um sistema dinânico não linear (ou um sistema caótico para os íntimos)..." não está totalmente correto. Um sistema dinâmico não-linear nem sempre (ou quase nunca) é caótico.

2:16 PM  
Blogger widson porto reis said...

Acho que você está certo Ezequiel. Vou fazer uma correção. Obrigado.

4:09 PM  
Anonymous Anônimo said...

sempre gostei mais da scientific american e ate mesmo da popular science e a popular mechanics sao muito melhores.

a super chegou a dizer uma vez na sessao ridicula liga-desliga ( copia da tired-wired da revista wired )que desliga o asimov e liga o arthur clark. apenas porque havia uma materia obre clark.

quero que essa revista se exploda. eh pra burro! pelamordedeus eh muito ruim.ops! sou ateu! ahahhahah

abraco!

5:41 PM  
Anonymous ariel wollinger martins said...

o post de cima foi meu.

5:41 PM  
Blogger HelioPereiriano said...

A Revista Super Interessante mostra o que acontece quando se busca alcançar dois objetivos inconciliáveis, ao mesmo tempo:

1)Satisfazer o politicamente correto.

2) Divulgar Ciência.


E esses dois objetivos se chocam precisamente nestas duas frases contraditórias:

Divulgar Ciência.

"Vários efeitos, alguns bem difíceis de medir influem no clima. Pode ser por exemplo que o planeta sofra uma grande influência das mudanças na atividade solar. O resultado disso é que apesar dos cientistas saberem que o planeta está esquentando, ninguém pode determinar ao certo qual a percentagem deste aquecimento é culpa nossa."

Satisfazer o politicamente correto

"Realmente há muitas dúvidas cercando o assunto - só que a existência do aquecimento global e a nossa responsabilidade nele não estão entre elas."

9:18 PM  
Blogger Ron said...

Eu assinei essa baboseira de revista por 10 anos.

11 anos de puro lixo (1994-2005)

assinei porque eu gostava pacas quando eu era adolescente e a revista era mais escrachada

tinha até uma edição bem divertida da SUPERJOGOS que mostrava o Sid Sackson

durante o tempo que eu assinei, a revista passou por "reformulações" para agradar melhor o leitor
- dobraram o numero de páginas com propagandas. às vezes tem 8 páginas seguidas com propaganda. que atrochação!
- cada filme mainstream que saia, aparecia na capa da super. a do homem-aranha e a do matrix foram as piores revistas que eu já vi

dessas superinteressantes novas, a única que eu gostei foi a que falava sobre a mulher
porque tinha uma frase tora mais ou menos assim: "o homem é lider do sexo e a mulher vem a reboque"
(maldita memória! a frase é mais engraçada do que isso, mas TUDO BEM)

essa revista merece o esquecimento

12:58 PM  
Blogger Leonardo said...

Eu me considero cético, e não acho que a revista seja tão ruim assim. Muitas vezes encontro matérias interessantes e é uma revista muito melhor para adolescentes do que a Capricho ou a Mundo Estranho (não, não sou adolescente). Claro que a revista não é perfeita, mas seu formato permite que obtenha um mercado muito mais significativo que a Scientific American por exemplo. Divulgando ciência para um número maior de pessoas. Talvez associar o Darth Vader com a tabela periódica seja uma forma de fazer algum guri vir a pensar o que é a tabela periódica e isso já é legal. Existem os livros de química para informações mais "aprofundadas", imagino que nenhuma revista tenha a pretensão de substituir livros de quimica. Outra, claramente a revista e o autor da matéria citada não acreditam em pessoas imortais. Favor não confundir ironia com misticismo.

5:43 AM  
Blogger Douglas Donin said...

A Super Interessante não é revista de divulgação científica, é uma revista de curiosidades. Faz algum tempo que eles "baixaram o nível" para a revista ser mais palatável para os leitores eventuais - agora o maior público, talvez - que possa chegar na revista por meio das reportagens de capa oportunistas (que, várias vezes, trazem assuntos relacionados a filmes ou livros da moda).

Já quanto ao anônimo... não vamos nos esquecer que, para os fanáticos religiosos, "profeta" não significa a mesma coisa que significa para o restante da humanidade. Equanto para nós "profeta" é "quem profetiza" ou "quem anuncia profecias", para eles é apenas aquela meia-dúzia de personagens da bíblia (Arão, Abraão, Ezequiel, Daniel, etc). O restante é para eles, convenientemente, "falso profeta", "adivinho" ou "bruxo".

Entenderam a pegadinha? O cara deve se achar cheio da razão em ter dito que não há profetas medievais, a despeito dos milhares que existiram. Ou, claro, é só alguém querendo gozar justamente desta alienação evangélica, o que é bem possível.

2:04 PM  
Blogger iza said...

jesus ama vcs

10:55 AM  
Blogger Diogo F. said...

só uma pergunta? Por que a grande parte dos 'evangélicos' usam frases feitas como a da iza ou citações da bíblia como se isso encerrasse qualquer discussão ou viesse embutido 'a priori' uma verdade que nós 'meros mortais' ou 'perdidos' apenas não atingimos? É intrigante essa pretenção vindo de pessoas que teoricamente seguem um homem que pregou a humildade... a capacidade humana de se contradizer sempre me deixou impressionado.

3:42 AM  
Anonymous Acrisio Lins said...

Diogo

Coitadinho...
ficou sentido...

Apelando pra "falta de humildade" como se ela fosse empecilho pra se "falar a verdade".

Voce eh Humilde nas suas Atitudes mas Verdadeiro nas suas palavras, principalmente se eh uma Verdade que VIVEMOS e nao ideologias que vcs leem e acham legal,interessantes e saem por ai falando pra todo mundo "eu sei isso" "eu sei aquilo". Que pra vc possuir a "verdadeira verdade" vc precisa ler todo o besteirol que a internet pode oferecer.

5:11 PM  
Blogger Gustavo said...

É por isso que eu assino e leio a Scientific American. E olha, tbm leio a Terra da Gente, que apesar de não ter um cunho científico e sim meramente narratório da natureza, cumpre seu papel sem se aproveitar do seu nome e público alvo para fazer alardes ridículos...
Abraços,

Gustavo S Libardi (Graduando em Ciências Biológicas - ESALQ/USP)

12:17 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home

free webpage hit counter